fbpx

5 pontos a serem observados na hora de fechar contrato com uma distribuidora de combustível

07/06/2017 | Mercado de combustível

Um dos pontos mais delicados na hora de abrir uma revenda de combustível é o momento da celebração do contrato entre revenda e distribuidora. Para alguns proprietários(e não são poucos casos) ao invés de ganhar um parceiro, ganha-se um inimigo.

Muitas vezes na ânsia de ter seu estabelecimento aberto de forma mais rápida e com menos investimento, faz com que o proprietário do posto de combustível acabe por assinar contratos que podem de certa forma atrapalhar o andamento do seu negócio.

Existem vários pontos positivos em se juntar com uma grande distribuidora, marca forte e já estabelecida no mercado, market share consolidado, marketing coletivo funcionando entre outros benefícios, mas existem também os pontos de reflexão que merecem ser analisados.

Abaixo citamos cinco pontos que devem ser bem observados e discutidos antes de assinar um contrato com uma distribuidora de combustível.

1- Tempo de contrato

Se possível, evite os contratos de longa duração.
Após o acordo comercial você será obrigado a comprar combustível da distribuidora independente do preço que ela praticar no dia.

2- Volume de vendas

A partir do seu volume de vendas anual, estabeleça uma média mensal e fixe um volume 10% abaixo.
Por exemplo, suponhamos que sua média mensal é 100m3 faça um contrato de 90m3 mês e não de 110m3, dessa forma o risco de não cumprimento do combinado é menor.

3- Atenção nas bonificações

Fique atento quanto a verba que a distribuidora fornece, tente evitar pegar a quantia de forma antecipada. O ideal é receber a bonificação trimestralmente ou semestralmente depois de atingida a meta estabelecida, receber na frente dá vantagem para a distribuidora.

4- Seja dono da estrutura

Tome cuidado com os contratos de comodato, principalmente de tanques subterrâneos e bombas medidoras. Se possível, seja você mesmo o dono destes itens, você será beneficiado em uma eventual mudança de bandeira.

5- Franquia de serviços

Faça uma análise minuciosa antes de adquirir franquias de conveniência, troca de óleo e outros serviços.

Você não é obrigado a aceitar tudo o que distribuidora oferece, pense com calma a viabilidade desses serviços, são negócios distintos a revenda de combustível.

Conclusão

Não é raro ouvirmos relatos de proprietários de postos de combustíveis que estão insatisfeitos com a relação comercial que estabeleceram com as distribuidoras, e muitos dizem que essa parece ser uma briga entre o pequeno Davi (Proprietários) e o gigante Golias (Distribuidoras), mas o fato é que as distribuidoras (na maioria das vezes) apenas cumprem o que foi estabelecido em contrato, cabe ao dono da revenda tomar os cuidados necessários para não assinar acordos abusivos e que podem prejudicar a sustentabilidade do seu negócio.

Precisando de Comunicação Visual para seu Posto de Combustível? Clique no botão abaixo e solicite o contato de um consultor.

SOLICITE UM ORÇAMENTO

Artigos Relacionados
Como aumentar a credibilidade da sua rede de postos de combustíveis?

Como aumentar a credibilidade da sua rede de postos de combustíveis?

A credibilidade é um dos valores mais importantes de um negócio. Uma empresa fideliza e conquista novos clientes por meio de uma boa opinião pública. Entretanto, a construção da credibilidade de uma empresa não é um caminho tão fácil a ser seguido. É um processo que...

Postos de bandeira branca: quais as vantagens desse nicho crescente?

Postos de bandeira branca: quais as vantagens desse nicho crescente?

Segundo dados de 2016 em uma pesquisa da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), 41,1% dos postos eram bandeira branca. Hoje, esse número atinge 48%, dos mais de 40 mil postos brasileiros. Em um momento incerto como o que estamos vivendo, é...